Divulgação do metal português

Mais Recente

BlisteringHeavyMusic.pt – Dico e a nova compilação para download gratuito

Está disponível aqui para download gratuito a nova compilação BlisteringHeavyMusic.pt com a concepção, produção e layout a cargo do Dico, que nos tem brindado com a sua excelente dedicação e divulgação da música underground portuguesa. A remasterização esteve a cargo do Paulo “Paulão” Vieira no MPRecordings e artwork a cargo de Fjaka/Pixabay.

Neste sexto lançamento temos a presença de:

  • Stones of Babylon – “Coffea Arabica” (stoner / doom metal – Lisboa)
  • Dawnrider – “Demons” (doom metal – Lisboa)
  • Dragon’s Kiss – “Ride ‘Till We Die” (heavy metal – Lisboa)
  • Fantasy Opus – “The Last Dream – III. A Perfect Storm (power / progressive metal – Lisboa)
  • Perpetrator – “Let Sleeping Dogs Lie” (thrash metal – Lisboa)
  • Gatos Pingados – “Insolvência” (punk – Almada)
  • Cruzada – “Inquisição” (black metal)
  • Cronaxia – “Plasmatech” (death metal – Lisboa)

Faz o download desta compilação e tem acesso as outras compilações!

All Against apresenta o vídeo de “I Am Alive” e em breve surgirá o álbum de estreia

All Against – facebook da banda

All Against, formados em Lisboa em 2015, praticantes de um thrash-metal musculado, apresentaram este mês um vídeo com o tema “I Am Alive” e que surge como single para o álbum de estreia que surgirá em breve lançado pela editora italiana WormHoleDeath.

O tema “I Am Alive” foi gravado no Ultrasound Studios na Moita, misturado e masterizado pelo Hugo Andrade. O vídeo gravado na Nazaré esteve a cargo do Miguel Mateus.

O primeiro lançamento da banda foi o EP “Medusa” em 2017, gravado e misturado pela própria banda, com os temas “Medusa”, “Silver Bullet” e “Cut in Blood”. Nesse mesmo ano surge o trabalho ao vivo “Live in Bobadela Vila Rock”. Em 2018 vê a luz do dia o EP “Feed the Machine”, gravado e misturado pelo Miguel Tereso no Demigod Recordings e é composto pelos temas “Strip You to the Bone”, “Feed the Machine” e “Weapons of Mass Distraction (WMD)”.

A banda é constituída por Rui Miguel (voz), Sérgio Correia (guitarra), Bruno Romão (guitarra), Luís Silva (baixo) e Ricardo Tito (bateria).

E agora sim, o tema: “I Am Alive”:

Museu do Heavy Metal Açoriano

Quando comecei a fazer a pesquisa para este artigo não estava ciente do que ia encontrar, mas o resultado tornou-se extremamente positivo.

O Museu do Heavy Metal Açoriano é uma página do facebook que tem como objectivo o que refere no seu nome. O que temos aqui é um trabalho idealizado e erguido pelo Mário Lino, um veterano nestas andanças, que decidiu juntar a informação relativa ao metal nestas belas ilhas açorianas.

É um local de partilha e divulgação do que tem surgido nestes últimos anos, com um cunho histórico de reunir este espólio do metal açoriano, com muitos artigos de imprensa, cartazes, concertos, fanzines, newsletters, recortes da imprensa e as bandas. Sim, porque actualmente o movimento pode estar menos vivo, mas registos da existência de bandas açorianas ultrapassa a centena.

Para complementar toda a informação disponível também podem visitar a página do bandcamp para ouvir algumas das bandas, assim como programas de rádio, o que ainda valoriza mais este trabalho.

Em suma, visitem a página deste museu e se tiverem alguma “peça” que possam fornecer ao museu não hesitem em entrar em contacto para assim poderem divulgar por todos a história do nosso metal nacional. Cuidem muito bem deste espaço museológico e apoiem-no no seu crescimento.

Dreaming in Black
Buried by Lava

Reminiscências – W.C. Noise

Reminiscências é uma secção destinada a relembrar o som de algumas bandas nacionais.

W.C. Noise, banda de thrash metal do Porto formada em 1990, acabando por se separar em 1996, sendo uma das formações constituída por Nando (voz), Rodolfo Cardoso (guitarra), Victor (baixo) e Pedro (bateria).

Discografia:

  • You’d Better Shut Up! (demo – 1992)
  • Loud & Mad (álbum – 1992)
  • Reality Asylum (álbum – 1994)

Loud! # 239 – Fevereiro 2021

Nas bancas continua disponível o número 239 da Loud! com 60 páginas escritas em português, em que na capa tem os Moonspell, com a apresentação do novo álbum “Hermitage”. A qualidade apresentada é a que nos vem habituando, com as várias secções, realçando os artigos do David Soares e um especial curioso “21 Discos para 2021”. Ao todo apresenta entrevistas com:

  • Mordaça – hardcore (Linda-a-Velha)
  • Angriff – thrash metal (Mangualde, Viseu)
  • Steven Wilson – vários (Inglaterra)
  • Epica – symphonic metal (Países Baixos)
  • Anneke van Giersbergen – alternative metal (Países Baixos)
  • Code Orange – hardcore (EUA)
  • Dokuga – dbeat punk (Porto)
  • Moonspell – gothic dark (Brandoa, Lisboa)
  • Hatebreed – hardcore (EUA)
  • The Body – experimental sludge / doom metal / noise / industrial (EUA)

E é com este tema “Common Prayers” dos Moonspell que chamamos a atenção para o novo álbum “Hermitage”.

Skinning – prenda do dia dos namorados

Os vimaranenses Skinning lançaram no dia dos namorados esta pérola que é uma versão do tema “Oh, Pretty Woman” inicialmente lançada em 1964 por Roy Orbison.

Os Skinning tem como último lançamento o álbum “Homicidal Experimentations” de 2020 pela Larvae Records.

Loud! # 231 – Junho 2020 – Edição gratuita

Continuando a última publicação a situação ainda não é das melhores e num esforço da Loud! segue mais um número de distribuição gratuita aqui, em que basta o vosso nome e o mail para ser enviada.

No editorial deste número está a possibilidade de voltarem ao formato e distribuição habitual no próximo número em Julho. Vamos aguardar para ver se corre tudo bem. Como coleccionador de todos os números, fico sempre na ansiedade se haverá um edição especial com estes três números, mas em formato de revista. Seria excelente!

Para já temos neste número a capa a pertencer aos Carach Angren, que editaram o seu álbum “Franckensteina Strataemontanus” e no interior várias rubricas e entrevistas entre outros com:

  • Gatos Pingados – punk (Almada)
  • Palaye Royale – rock (EUA)
  • The Wise Man’s Fear – “fantasycore” (EUA)
  • Bleeker – alternative (Canadá)
  • Within Temptation – symphonic / alternative rock (Países Baixos)
  • Sacred Sin – old school death metal (Lisboa)
  • Patrulha do Purgatório – punk rock
  • Candura – black metal / noise (Lisboa)
  • Irae – black metal (Lisboa)
  • Vampire – death metal (Suécia)
  • Carach Angren – symphonic black metal (Países Baixos)
  • Ensiferum – melodic folk metal (FInlândia)
  • Rotting Out – punk / hardcore (EUA)
  • Green Carnation – prog / rock / avant garde / metal (Noruega)
  • Vader – death metal (Polónia)

LOUD 231

Sacred Sin editou em Março deste ano o EP “Born Suffer Die”, do qual segue o tema que dá o nome a este lançamento.

Loud! # 230 – Maio 2020 – Edição gratuita

A situação não é das melhores mas a Loud! disponibiliza de forma gratuita a descarga do mês de Maio, em que apresenta na capa os britânicos Paradise Lost que acabam de editar o seu álbum “Obsidian”. Além do número 230 da Loud!, ainda somos contemplados com um tema em mp3 dos nacionais Els Focs Negres, assim como um memorando do que acarreta estas edições. A ler atentamente!

Para adquirem este número basta apenas inserirem o vosso nome e email aqui na página da publicação.

Neste número temos então entrevistas com:

  • Els Focs Negres – heavy metal / speed metal (Portugal)
  • Kingsmen – metalcore (EUA)
  • Firewind – heavy / power metal (Grécia / Alemanha / Bélgica)
  • Dool – dark rock (Países Baixos)
  • Enter Shikari – rock / punk / hardcore (Inglaterra)
  • Witchcraft – doom metal / psychedelic hard rock (Suécia)
  • Therapy? – alternative metal (Irlanda do Norte)
  • Candlemass – epic doom metal (Suécia)
  • Horisont – hard rock (Suécia)
  • Trivium – metalcore / thrash / heavy metal (EUA)
  • Old Man Gloom – sludge metal / ambient / noise (EUA)
  • Paradise Lost – gothic metal / rock (Inglaterra)
  • Mercyful Fate – heavy metal (Dinamarca)
  • The Black Dahlia Murder – melodic death metal (EUA)
  • Triptykon – gothic / doom / death / black metal (Suiça)

loud 230

É o corona! – vídeo

“É o corona”, vídeo lançado que reúne alguns músicos portugueses da nossa cena nacional, com o lançamento a ficar a cargo do Caminhos Metalicos, em colaboração com o Blind & Lost Studios e a G Media ao aproveitar este tempo de quarentena na prevenção do COVID-19.

 

Para não ficar ninguém esquecido aqui segue a lista das participações retiradas da informação disponível no vídeo do YouTube:

PARTICIPAÇÕES: VOZES: Ana Lara (ex-Oratory) Artur Almeida (Attick Demons) Carlos Guerra (Serrabulho) Hugo Soares (Iberia) José Costa (Sacred Sin) Leonel Silva (Hourswill/Mindfeeder) Lex Thunder (Midnight Priest/Toxikull) Miguel Inglês (Equaleft) Muffy (KarbonSoul) Pedro Leal Dias (Gwydion/Invoke) Raça (Revolution Within) Ricardo Pombo (Cruz de Ferro) Rui Duarte (Ramp) Rute Fevereiro (Enchantya) Sandra Oliveira (Blame Zeus) Tiago Azevedo (Lyzzärd) GUITARRAS: Miguel Adriano (Gwydion) Miguel Gomes (Waterland) Paulo Barros (Tarantula) Paulo Camisa (Nethergod) BAIXO: Guilhermino Martins (Serrabulho) BATERIA: Zakk Ovid PARTICIPAÇÕES VIDEO: Álvaro Fernandes (Pitch Black) António Fonseca (Zurrapa) Augusto Peixoto (Host) Bruno Guilherme (Enchantya/Cruz de Ferro) Fernando Campos (My Enchantment/Enchantya) Ivan Saraiva (Serrabulho) João Sérgio Reis (Iberia) José Bonito (Hourswill) Luis Barros (Tarantula) Luis Figueira (Gwydion) Margarida Veiga (Lyzzärd) Nuno Peixoto (Hourswill) Paulo Ventura (Serrabulho) Ricardo Dias (Heavenwood) Tó Pica (Sacred Sin) Victor Matos (Web) Vitor Costa (Godark) FICHA TÉCNICA: PRODUÇÃO: Carlos Guimarães e Guilhermino Martins MISTURA E MASTERIZAÇÃO: Guilhermino Martins @ Blind & Lost Studios LETRA: Carlos Guimarães MÚSICA ORIGINAL: “My Sharona” (The Knack) VIDEOCLIP: Carlos Guimarães @ G Media PRODUÇÃO EXECUTIVA: Carlos Guimarães 

LETRA: Ele veio de Wuhan, lá na China. Para nos contaminar, o Corona. Isto não vai lá só com aspirina, Tão cedo não vai passar, o Corona. Lava as mãos, com sabão, espirra para a manga E não para o chão, tem cuidado porque ele é… Ai, Ai, Ai, Uhhh É-é-é é o Corona Não te armes em esperto, na esplanada. Ele vai te apanhar, o Corona. Nem andes a passear, junto à praia. Não sejas vítima do Corona. Lava as mãos, com sabão, espirra para a manga E não para o chão, tem cuidado porque ele é… Ai, Ai, Ai, Uhhh É-é-é é o Corona Estamos de quarentena, mas que cena! Não penses que escapas ao Corona. Dalguns não temos, temos pena. Pensam que são mais espertos que o Corona. Lava as mãos, com sabão, espirra para a manga E não para o chão, tem cuidado porque ele é… Ai, Ai, Ai, Uhhh É-é-é é o Corona

Loud! # 229 – Abril 2020 – Edição gratuita

Devido a este período instalado pelo COVID-19 que abalou completamente o mundo a equipa da Loud! decidiu disponibilizar de forma gratuita a descarga do número de Abril . Para isso basta apenas inserirem o vosso nome e email aqui na página da publicação.

Esperar que em breve tudo volte à normalidade!

Neste número temos então entrevistas com:

  • Carach Angren – symphonic black metal (Países Baixos)
  • Krypto – noise / psych / rocknroll (Porto)
  • Toundra – atmospheric post-metal (Espanha)
  • Huntsmen – sludge / doom / post-metal (EUA)
  • H.E.A.T. – hard rock (Suécia)
  • Lucifer – heavy / doom metal / rock (Internacional)
  • Jonathan Húlten – ambient folk (Suécia)
  • Cirith Ungol – heavy / doom metal (EUA)
  • Katatonia – progressive / alternative rock / metal (Suécia)
  • Igorrr – experimental / electronic / extreme metal (França)
  • Myrkur – atmospheric black metal / folk (Dinamarca)
  • Nightwish – symphonic metal (Finlândia)
  • Dark Fortress – progressive / melodic black metal (Alemanha)
  • Terrorizer – death metal / grindcore (EUA)
  • Oranssi Pazuzu – psychedelic black metal (Finlândia)

LOUD